sexta-feira, 11 de setembro de 2009

ATENÇÃO: VEM AÍ O FATOR PREVIDENCIÁRIO 2

Mais uma armadilha encontra-se na pauta dos trabalhadores, originada no governo que foi eleito por esses mesmos trabalhadores.
Dessa vez é a manutenção, com outro nome, do famigerado fator previdenciário, instituído no governo tucano, que reduz, substancialmente, o valor das aposentadorias.
Há anos, o movimento sindical vem, unificadamente, lutando pela extinção desse roubo à renda dos trabalhadores. Agora que no senado foi aprovado projeto do senador Paulo Paim (PT/RS) que extingue o fator, o governo originado nas lutas sindicais inventa outra forma de tirar dinheiro de quem se aposenta.
O ministério da previdência apresenta um critério que, para se aposentar, o trabalhador precisa somar seu tempo de serviço e idade igual a 95, e 85 para as trabalhadoras. Obviamente, é a mesma lógica do atual fator previdenciário.
Utilizam o argumento falso do déficit da previdência para roubar dinheiro dos trabalhadores, mas não tocam nas dívidas monstruosas que grandes empresas e bancos têm com a União, nem taxam as grandes fortunas.
Para piorar, uma parcela do sindicalismo (CUT, FS, UGT e CGTB), optou por ser governo, deixando os trabalhadores à própria sorte.
A disputa política sobre esse tema promete ser grande e todos os que possuem compromisso real com a classe dos trabalhadores devem se posicionar pela imediata aprovação do projeto do senador Paim, restaurando o direito dos trabalhadores à aposentadoria digna.

2 comentários:

Anônimo disse...

compreendo que existe a necessidade de calçar ou proteger a previdencia que diga-se de passagem é nossa, no entanto, por que os mais necessitados é que tem de pagar com isso? por que não cobrar dos empresários (os mesmos políticos que são contra a queda do fator previdenciário) que devem fortunas atrasadas de repassesa previdencia? acho que devemos pesar sim o futuro previdenciário, mais TODOS devem ser enquadrados. digo que se a queda do fator previdenciário a previdencia pode "quebrar" crie-se um cálculo que possa, servir de parâmetro para previdencia e trabalhadores. proponho a criação do fator 80/90 e um cálculo que não defase mais que 15% dos benefícios caso a pessoa tenha o direito de aposentar-se mais cêdo. Alberto,

Nilson disse...

NIlson de Salvador !
Queremos o fim imediato do Fator Previdenciário com a votação em Plenário no Congresso!! Vamos apoiar a COBAP !! Grato !!!

Classista possui:
Comentários em Publicações
Widget UsuárioCompulsivo

Mais vistos

  ©CLASSISTA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo